Mulheres ainda brincam de boneca? Postado em 07/08/2002 03:31.

Você viu a edição da revista Playboy onde apareceu a Mel Lisboa? Espero
que não e certamente você está curioso para saber como sei do seu
conteúdo. Não vi, mas sei que essa revista mostrou a "Anita". como se diz,
como veio ao mundo. Interessante que o grande atrativo divulgado foi o
fato dela ser apresentada como sendo uma ninfeta. Ninfeta, para quem não
sabe, é uma garota jovem, uma adolescente.

Há alguns meses foi notícia em todo país o possível envolvimento de um
parlamentar de Brasília, em turismo sexual no norte do país. Ohhhhhhhhhh!
Que vergonha! Gritam os moralistas no país, mas a novela "Desejo de Anita"
bateu recordes de audiência e basta fazer uma viagem para o nordeste ou
mesmo observar aqui, em Brasília, como adolescentes são diariamente exploradas
sexualmente.

Recordo-me que, tempos atrás, no auge daquela estúpida dança, a dança
da garrafa, a loirinha Xuxa, em um dos seus programas de sábado,
colocava adolescentes para brincar, dançando sobre uma garrafa, e quando
as garotas ficavam por sobre a garrava, Xuxa vaticinava: estrebucha!
Escandalizado com minha linguagem? Desculpe-me, pois era preciso repetir
a singeleza da “rainha dos baixinhos”.

No afã de fazer dinheiro e mais dinheiro, o dito "mercado" tem transformado
crianças e adolescentes em coisas que consomem, mesmo que o preço seja
a escravidão de suas almas e dos enormes complexos que carregarão pelo
resto de sua existência por terem vivido prematuramente fases de sua vida,
de maneiras inadequadas.

Por enquanto, graças a Deus, a pedofilia ainda é um crime e causa espanto.
Mas não podemos estar cegos e notar que outras aberrações, hoje, por
força do mercado e do desejo da maioria, já são tidas como normais. No
site do Observatório da Imprensa há um excelente artigo sobre o assunto
(http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos/qtv050920014.htm) e eles afirmam que,
juntamente com o incesto, a pedofilia ainda é um tabu. Virginidade,
adultério, homossexualismo e várias outras coisas já são aceitas
socialmente, mas não o eram até um passado recente.

Se não existe moral maior que a nossa somos os piores dentre as espécies,
pois estranhamente somos compelidos a fazer o mal por mais que o bem de
Deus esteja permeado em todos os corações. Misericórdia, Senhor!
    Comentários
    Obrigatório
    Não será divulgado
    Somente texto é permitido.
    As mensagens serão aprovadas antes de aparecer no site.

    Você é humano?

    * Responda por extenso, com letras minúsculas.