Ao sabor do infinito (2002)

Escrito a quatro mãos, Ao Sabor do Infinito foi um romance de ficção científica que atuei como "escritor coadjuvante", pois a narrativa principal foi escrita por um amigo, José Francisco Monteiro. Na época, em 1979, éramos alunos do curso de técnico em química e tínhamos como diversão varar noites conversando sobre fatos que intrigam a humanidade: haverá vida em outros planetas e vida após a morte? 

É claro, como adolescentes que éramos, não faltavam papos sobre namoradas e tudo embalado ao som do KISS e Led Zepelin. Fizemos "muitas viagens" sem nunca ter colocado qualquer tipo de drogas em nossos corpos. Nossos combustíveis para as viagens eram, apenas e tão somente, a imaginação e o prazer de desfrutar de uma boa amizade.
 
Aqui você encontrará, na íntegra, todos os capítulos. Essa viagem aconteceu ou foi apenas um devaneio de adolescentes? Leia o livro e tire suas conclusões.
 
João Inácio